9 de jan de 2011

Todos os técnicos que passaram pelo Kashima Antlers

Masakatsu Miyamoto (1992-1994)


O primeiro técnico do Kashima foi Masakatsu Miyamoto. Miyamoto treinou o time mágico comandado pelo Zico e Alcindo e companhia em 1992-1993. Levou o time a primeira conquista do clube, o J-League 1° stage e também um vice na Emperor Cup 1993. Apesar de não ter conquistado a J-League em 1993, Miyamoto ficou na história do Kashima Antlers. Em 2009, Miyamoto entrou para o Hall da fama do Kashima Antlers. Miyamoto também representou Ibaraki nas Olimpíadas de 1968 no México.  O Japão conquistou a heroica medalha de Bronze. Miyamoto era o camisa 3 e titular desse time histórico.



Eduardo Antunes Coimbra (1994-1995)
 
Eduardo foi chamado pelo seu irmão Zico para treinar o Kashima Antlers no lugar do Miyamoto no meio da temporada de 1994. Edu não foi muito bem no Kashima Antlers. No 2° stage da J-League 1994, a equipe terminou em 6° lugar e não conseguiram ir para a final da Suntory Championship. Em 1995, a equipe fica mais forte com a chegada de Jorginho e contava com Leonardo. Só que o time não foi nada bem nos dois turnos da J-League. No primeiro turno o time terminou em 8° lugar e no segundo turno em 6° lugar. Com péssimas atuações, Eduardo se despediu no final da temporada de 1995.


João Carlos (1996-1998) 

Em 1996 chegou o técnico João Carlos. João Carlos foi um dos melhores treinadores do Kashima Antlers. Em seu primeiro ano, levou o time a primeira conquista da J-League. Em 1997, levou o time a três conquistas, a inédita Nabisco Cup, conquistou o 1° turno da J.League e conquistando a inédita Emperor Cup de 1997. João Carlos levou o prêmio de melhor técnico da J-League 1997. Em 1998 treinou o time em 11 partidas e se despediu de Ibaraki. 



Zé Mario (1998-1999)
 

Zé Mario foi substituto de João Carlos na temporada de 1998. Zé Mario não teve uma vida nada fácil no 1° turno da J-League 98. O time teve desfalques como o Jorginho e Bismarck se machucando e outros jogadores indo pro departamento médico. O time terminou em 5° lugar no primeiro turno. Com a volta de Jorginho ao time, Zé Mario teve boas opções. O time se recuperou bonito vencendo o JEF United por 3x1 fora de casa e dando o início a arrancada. O time venceu 16 rodadas seguidas e conquistou o 2° turno de forma incrível. Pra finalizar a equipe venceu o Júbilo Iwata na final da J-League e conquistando o 2° título da J-League. Zé Mario continuou no Kashima. Mas com o inicio turbulento em 1999, decidiu mandá-lo embora.


Takashi Sekizuka (1998-1999) 

Sekizuka foi mais interino do que técnico. Sekizuka começou como interino do Miyamoto em 1993. Em 1995, foi junto com o Miyamoto para o Shimizu S-Pulse ser interino. Com a aposentadoria de Miyamoto, Sekizuka decidiu voltar como interino do João Carlos em 1996. Com a saída do João Carlos em 1998, Sekizuka ficou 7 jogos treinando o Kashima Antlers. Em 1999 treinou o Kashima Antlers em uma partida após a saída do Zé Mario.



Zico (1999)


Zico assumiu interinamente como treinador do Kashima Antlers, quando o time passava por uma crise. Ele era diretor técnico do time, que demitira Zé Mario em razão de maus resultados. Na emergência, Zico comandou a equipe, e sua figura embreou os jogadores, fazendo o time sair das últimas posições e terminar entre os primeiros da  J-League. Zico também levou a equipe a final da Nabisco Cup de 1999. Mas o time perdeu nas decisões de pênaltis para o Kashiwa Reysol.



Toninho Cerezo (2000-2005)



Toninho Cerezo foi contratado pelo Zico em 2000 para treinar o Kashima Antlers. Toninho Cerezo foi espetacular em seu primeiro ano pelo Kashima Antlers. Levou o time a inédita tríplice coroa conquistando os três títulos principais do Japão. Cerezo já estava sendo ídolo logo em seu primeiro ano. Em 2001 levou o Kashima ao bi campeonato numa final espetacular com o Júbilo Iwata. Depois a equipe de Cerezo decaíu, em mais 3 anos como técnico, Cerezo apenas levou o Kashima a conquista da Nabisco em 2002 e a A3 Mazda Cup em 2003. Em 2004 a equipe comandada pelo Cerezo foi péssima e brigando por nenhum título. Em 2005, seu último ano, Cerezo levou o time a o honroso 3° lugar na J-League e se despedindo do Kashima Antlers. Cerezo está no hall da fama do Kashima Antlers.


Paulo Autuori (2006)


Paulo Autuori era a esperança para o Kashima Antlers. Autuori já tinha sido campeão mundial pelo São Paulo Futebol Clube. O Kashima vinha de dois anos sem ganhar nenhum título. Só que não resolveu muita coisa, a equipe comandada pelo Autuori não foi muito bem na J-League ficando apenas na 6° colocação do campeonato. A Nabisco Cup era a salvação para o Kashima, mas o time perdeu na final para o JEF United por 2x0. Na Emperor Cup levou a equipe para a semifinal, mais foi eliminada para o Urawa Reds. Com o fim da temporada, Autuori foi dispensado do Kashima.




Oswaldo de Oliveira (2007-atualmente)


Oswaldo de Oliveira veio num tempo difícil no Kashima Antlers. Com sua vinda, trouxe o zagueiro Fabão (ex São Paulo) e Danilo que veio do São Paulo também. Não foi nada a fácil o começo da J-League 2007, mas Oswaldo reergueu a equipe e o time foi campeão da J-League heroicamente, o time voltava a levar títulos e o Oswaldo já era um dos mais queridos da torcida. Oswaldo depois disso foi bi com o Kashima em 2008. Em 2009 entrou para a história ao se tornar tri campeão da J-League. Nesse tri campeonato, Oswaldo se tornou o melhor técnico nas três edições da J-League. Em 2010, apesar do time fazer uma campanha nada animadora na J-League, o time se recuperou e foi campeão da Emperor Cup.

Um comentário:

[KFC] Gustavo disse...

de 2000 pra ca soh teve fera, pena que o oswaldo anda meu loco da cabeça ultimamente, mas... jaja ele se acerta